Conectividade corporativa em tempos de COVID-19.

A pandemia do COVID-19 chegou ao Brasil e fez com que as empresas mudassem, praticamente de uma hora para outra, seus processos operacionais envolvendo clientes, fornecedores e colaboradores. A necessidade de não poder parar fez com que as pessoas usassem novos métodos de trabalho, principalmente com a adoção do modelo home office.

No âmbito da comunicação e, consequentemente, na conectividade, a história é a mesma. O pico de tráfego da internet que antes da pandemia começava a noite, quando as pessoas chegavam aos seus lares, agora se distribui ao longo do dia pois muitas pessoas passaram a trabalhar em casa.

A questão é: as empresas estavam preparadas para essa mudança repentina? Elas estão buscando novas formas de tocar o dia-a-dia com novas ferramentas tecnológicas?

Aqui na NB Telecom, como qualquer empresa brasileira, fomos afetados e tivemos que nos adaptar. Por sermos uma operadora de telecomunicações com forte cultura tecnológica, essa migração foi mais fácil. O mais difícil em qualquer processo de mudança é mudar os hábitos. Vamos falar um pouco sobre eles:

Reuniões presenciais x Reuniões online

O hábito de marcar reuniões presenciais teve que ser substituído por ferramentas de áudio e videoconferência. Me reúno com a minha equipe todas as manhãs utilizando o recurso de sala de conferência da nossa solução de Cloud PABX. Em horário pré agendado, as pessoas ligam para um ramal específico destinado a sala ou para um número externo, e se conectam. Essa foi uma maneira que achamos de mantermos um contato diário, não só para falar de assuntos relacionados ao negócio, mas também termos aquele momento de “conversa de corredor”. Podemos assim compartilhar dificuldades, ideias e coisas boas que ocorrem durante o isolamento.

Esse mesmo recurso está sendo utilizado com clientes ou potenciais clientes onde haja necessidade de envolver várias pessoas da empresa na conversa para um determinado assunto.

O Cloud PABX NB permite que não alteremos nossa rotina no tocante a atendimento ao cliente. Ao ligar para nossa central, as mesmas pessoas que faziam atendimento no escritório continuam a prestar o atendimento através de seus ramais remotos. Estes ramais podem ser configurados em um smartphone, em um computador ou em um aparelho de telefone IP. O custo e prazo de implantação de uma solução desse tipo é baixíssimo e tem várias aplicações e benefícios:

  • Atendimento/suporte interno aos colaboradores da empresa;
  • Atendimento/suporte aos clientes;
  • A linha atual da empresa pode ser portada;
  • Controle online da utilização do sistema através da definição de centros de custo;
  • Tarifas mais baratas e controle do custo;
  • Pode ser implementado sem a necessidade de investimento em equipamentos (PABX e telefones);
  • Custo de manutenção muito menor que o de um PABX tradicional;
  • Altamente escalável: sua empresa cresce o número de ramais através de uma configuração que leva menos de 1 minuto para ser feita;
  • Continuidade do negócio, dentre outras vantagens.

Acesso seguro as informações corporativas

Quando estamos trabalhando em nosso escritório, é bem comum acessarmos documentos, planilhas e sistemas que estão disponíveis na rede local da empresa. Essa rede normalmente já é – ou deveria ser – protegida de ataques externos. Mas quando o colaborador vai trabalhar em home office é necessário que esse acesso seja seguro. Isso é feito através de uma rede privada virtual que vem do inglês virtual private network (VPN). Essa conexão tem que ser configurada nas duas “pontas”, ou seja, no terminal do colaborador e no equipamento localizado na empresa.

Muito bem, essa é a parte fácil. A parte difícil e não programada é o fato da empresa começar a ter várias conexões de fora para dentro sem que o seu link de internet tenha sido dimensionado para isso.

A vez do Upload

Ao contratar um link de internet, normalmente as empresas se preocupam mais com a taxa de download pois irão buscar mais dados na internet do que enviá-los. O home office inverte esse fluxo uma vez que todos os colaboradores estão buscando informações nos servidores de suas empresas. O upload de informações, de uma hora para outra, ficou super importante! Empresas de pequeno porte que usam banda larga em suas operações devem estar sofrendo pois as operadoras normalmente limitam o upload de 5 a 10% da banda contratada.

Para resolver essa questão existem dois caminhos: 1) migrar suas informações para um data center, com uma estrutura sem gargalos na conectividade ou 2) dimensionar um link, de preferência dedicado, para que ele atenda as demandas de conectividade dos usuários envolvidos, sejam eles colaboradores, clientes ou fornecedores. Para que a empresa não se comprometa com longos contratos, esse link também pode ser contratado temporariamente .

Esperamos, de coração, que essa crise passe o mais rapidamente possível para que possamos voltar ao nosso cotidiano em liberdade. Enquanto isso, conte conosco para resolver problemas de conectividade.

Fique salvo, fique em casa, fique online!